18 de setembro de 2015

Tudo sobre a Forever 21 BH!

       Hoje pela manhã a Forever 21 abriu suas portas para a Imprensa conhecer em primeira mão sua primeira loja em Minas Gerais, e a maior F21 do Brasil. É claro que fui para conhecer, registrar tudo para vocês e de quebra fazer umas comprinhas (haha). Confiram:


     A loja é imensa: são dois andares: o primeiro com roupas femininas, roupas infantis e acessórios e o segundo andar com roupas femininas, roupas Plus size (a única do Brasil com esta linha!) e roupas masculinas.
      E a pergunta que não quer calar: Como são os preços. As roupas em geral tem um preço bem bacana (menor que as fast fashions C&A, Renner), por exemplo: vestidos e calças entre R$ 60 - R$100 e poucos, blusinhas básicas por (pasmem) R$ 15, blusas por R$60... em geral tudo com o preço legal.
        A parte mais barata (e que quando eu morava nos EUA amava comprar) são os acessórios. Tem brincos de R$15, colar de R$25,  headbands de R$35 bolsas em média até R$100!
        

     Usei um look com todas as peças de Fast Fashion (bem coerente com a ocasião, né? haha), e como curti resolvi clicar dentro da loja mesmo para mostrar para vocês: Blusa C&A, Saia H&M e Botas Zara!

   Fiz algumas (poucas) compras e vou fotografar para mostrar para vocês aqui! Quem não quiser esperar, mostrei tudo no snapchat (me segue lá: belserelle)
        
      E para a alegria das belo horizontinas: Nesta tarde a Forever 21 adiantou sua inauguração e abriu ao público, um dia antes do previsto! Corre que tá mara gente!


Um comentário:

  1. O lado sombrio/negro da Forever 21 que ninguém vê é que os funcionários que hoje trabalham nesta loja são verdadeiros escravos comandados por uma gerente tirana, que humilha seus funcionários na frente dos clientes. Os escravos (empregados) foram contratados para trabalhar por 6h/dia mas fazem jornadas de 10-14h, quase sempre sem horário de descanso. Basta perguntar a qualquer um deles na própria loja do Pátio Savassi que vocês constatarão. A gerente coage seus subordinados de forma grosseira, e muitas vezes praticando o famoso Assédio Moral, no qual os empregados ficam com medo de ir embora pra suas casas, mesmo por volta das 00:30h. Isso mesmo!!! Após a meia noite é possível encontrar dezenas de empregados cansados trabalhando pra organizar a imensa loja para abertura do dia seguinte. Pois é... um advogado especialista em direitos trabalhistas já me disse que 4 de seus clientes já conseguiram gravar imagens da gerente praticando o Assédio Moral sobre eles.

    ResponderExcluir