10 de maio de 2015

Sobre adoção ♥


        Quem me segue nas redes sociais com certeza já se deparou com várias fotos da minha gata, a Frida. Mas na verdade pouca gente sabe como ela veio parar aqui em casa.
      
     Sempre fui uma pessoa que teve cachorros, e que nunca foi muito chegada a gatos. Tinha certo preconceito porque são animais de temperamentos completamente diferentes né? E desde que minha última cachorrinha morreu há alguns anos nunca mais tive outro pet.
         E foi aí que minha mãe resgatou duas gatinhas que tinham sido abandonadas pela mãe:
         

      Essa aí é a Frida, com poucos meses de idade. Ela foi encontrada beem menorzinha que a irmã, com as unhas ainda em fase de formação e com os olhos cheios de pus. Minha mãe salvou a vida dela. Cuidou durante três meses e então a trouxe aqui para casa (detalhe: nesta foto ela já estava bem melhor do que o jeito que ela foi encontrada).
           Adotar a Frida foi uma das melhores coisas que me aconteceu. Como eu disse, gatos tem temperamentos diferentes dos de cachorros, mas posso falar? O amor é igualzinho! Ela não é igual minha cachorrinha que fazia a maior festa quando eu chegava em casa, mas ela demonstra amor de formas mais suaves, que são únicas.


         A grande questão desse post é realmente incentivar a adoção de animais. Respeito as pessoas que compram bicinhos por causa de raças e etc, mas na minha opinião vida não devia estar à venda sabe?

            Existem várias ongs de adoção e uma delas é o Adote um amigo, aqui em Belo Horizonte. Quem está pensando em ter um novo amigo, vale a pena conferir e fazer a diferença na vida de um animalzinho.

             Achei que seria um assunto light e legal para se tratar em um domingo! Ah, e a última foto é a Frida hoje em dia. Saudável e temperamental hahaha <3

Nenhum comentário:

Postar um comentário