21 de maio de 2015

Diário de Viagem - Buenos Aires Parte I


      Voltando aos posts sobre o Cruzeiro que fiz no começo do ano. Comecei a fazer a parte de Buenos Aires e ficou imeensa, por isso resolvi dividir em duas postagens!
        Chegamos em Buenos Aires e o tempo estava péssimo e acabei reservando uma roupa completamente errada para a ocasião (rs): conjunto da Farm com saia longa e acabei esquecendo o casaco e levando m lenço, o que ocasionou em um look de louca, sabe? hahaha (#relevem) Levamos chuva, tivemos que comprar uma sombrinha mas ainda assim seguimos animados até o bairro La Boca para conhecer o Caminito.


        Um dos lugares que mais queria conhecer era o Caminito, uma espécie de Rua-Museu que inspirou um tango famoso com o mesmo nome do lugar. É um local toooodo colorido, lindo, mas com um fama meio perigosa, o que me deixou com um pouco de medo na hora de planejar o roteiro da cidade.
      Perguntei para vários amigos o que eles achavam da região, e recebi respostas extremamente diferentes. Uns amaram, outros odiaram. Uns acharam tranquilo, outros disseram que é uma região perigosa. A vontade acabou sendo tanta que eu e o Gui fomos assim mesmo.
         O caminho até o Caminito é meio feio, e realmente não dá nenhuma sensação de segurança (fomos de táxi). Mas chegando lá é bem tranquilo, sabe? Achei as reações um tanto exageradas. O segredo é circular apenas nas ruas do Caminito e não sair a pé da região para não correr nenhum risco.
            Mas olha, valeu o stress! O lugar é mágico e apesar da chuva fiquei muito encantada com tudo! Tem um charme em igual, e vale super a pena passar um tempinho por lá.


      Depois seguimos a pé para o Estádio do Boca Juniors, mais conhecido como La Bombonera, por conta do seu formato que lembra uma caixa de bombons.
         Conhecemos o Museu do time, que é bem bacana e depois fizemos um tour guiado pelo estádio, onde conhecemos a estrutura interna do lugar e várias curiosidades: fomos nas arquibancadas, no vestiário, foi uma experiência legal, principalmente para o Gui que adora futebol (fica a dica para quem vai com o namorado/marido). 


     Depois de fazer o tour pelo La Bombonera pegamos um táxi e fomos para Puerto Madero, uma região bem moderna da cidade e cheio de restaurantes incríveis! Um casal de amigos nos sugeriu conhecer o Hapenning, e lá fomos nós.
       O restaurante é bem arrumado, então foi um pouco engraçado porque eu e o Gui tinhamos pego chuva e não estávamos muito apresentáveis kkk. Mas deu tudo certo!
         E olha, é um restaurante que vale super a pena! Fomos super bem atendidos, e a comida era de outro mundo! Pedimos um bife de chorizo, e estava tão incrível que acabei me esquecendo de fotografar haha. 

         
         É tudo por hoje, termino de contar o roteiro no próximo Diário de Viagem! E um agradecimento especial ao meu casal de amigos Gabriel e Júlia que sugeriram o restaurante, os lugares e ainda nos deram dicas excelentes! <3 Deu tempo de aproveitar super a cidade!


4 comentários:

  1. Que bom que você voltou com o blog, eu não sabia. Acompanhava seu antigo o "we love Glam". Amo seus looks, parabéns pelo espaço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada!!!! Apesar de sempre desaparecer este é um espaço que eu amo muito! <3

      Excluir
  2. Bel,
    eu adoraria ver mais posts sobre o seu curso de moda. Dicas de livros e cursos livres para quem sonha em trabalhar nessa área.
    E mudando um pouco de assunto : quando voce prestou vestibular tinha prova de desenho? Voce ja sabia desenhar antes ou aprendeu durante o curso? E eles são muito rígidos nessas provas?
    Adoro seu blog! Ele tem tudo para ir longe!
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou postar sim Victoria! Estou pensando em fazer um post sobre este período da faculdade que acabei de encerrar, acho que é interessante para quem pensa em cursar Moda, ou até quem cursa poder comparar grades.

      E não, quando prestei vestibular não tive nenhuma prova específica, mas sei que a UFMG aqui em BH exige a prova de desenho (e me disseram que a prova não é das mais simples). Mas na média acredito que são poucas Universidades que exigem a prova de desenho.
      Aprendi a desenhar no curso! Existem várias técnicas e desenhos específicos (por exemplo: Desenho de Moda, Desenho técnico...) e é mais fácil do que parece com o passar das aulas :)

      Muito obrigada Victoria! Qualquer dúvida pode me contactar por aqui ou por e-mail (contato@belserelle.com).

      Beijos!

      Excluir