25 de abril de 2015

Diário de viagem - Montevidéu


     Colocando em dia os diários de viagem, hoje vou contar um pouquinho do quarto dia do Cruzeiro que fiz no começo deste ano. O Navio parou em Montevidéu pela manhã e como fizemos um roteiro bem detalhado não precisamos pagar nenhum guia. Inclusive não usamos nem táxi, pois a cidade é bem plana e todos os pontos turísticos são bem próximos dos outros.


     A primeira parada foi no Mercado del Pueblo que fica bem pertinho do porto. A primeira sensação foi calooooooooor (kkk)!! O dia estava muuuito quente e pelo fato de o mercado ser fechado, com muitos restaurantes a sensação era um pouco desconfortável. Mas vale a pena dar uma andada, porque é um lugar bem típico. 


       Saindo do Mercado del Pueblo o clima já estava mais agradável. Na frente do mercado tem um comércio local bem bacana, cheio de souvenirs, chapéus panamá e até mesmo pinturas. 


     Depois fomos caminhando até a Plaza Independenzia, e o caminho até lá é bem bonito, cheio de comércio. No começo da praça a gente se deparou com a tal Puerta de la Ciudadela que costumava fazer a divisa entre o centro de Montevidéu e a Ciudad Vieja.
          No centro da praça está o monumento de um importante soldade de guerra, o General José Antigas, e nos arredores da praça pudemos ver o Palácio Salvo, uma construção lindíssima e também um dos edifícios mais antigos da cidade. 


     Bem perto da Praça está o Teatro Solis, um teatro bem tradicional do Uruguai onde antigamente eram interpretados os tangos mais famosos. Hoje em dia existe um tour pelo teatro, mas neste momento eu e o Gui estavamos morrendo de fome (e calor!) e fomos procurar um restaurante hahaha.


         Depois de almocar caminhamos pela Av.18 de Julio, a principal rua comercial da cidade. Não achei nada especial, parecia muito o centro de Belo Horizonte, haha.
        Fomos caminhando até chegar na Fuente de los Candados. Lembra que eu deixei um cadeado em Paris na Pont des Arts? A ideia é a mesma: de acordo com a tradição você escreve o nome do casal no cadeado, tranca e joga a chave na fonte "and their love will be forever locked" haha. Adoro essas tradiçõezinhas e acho que os casais que vão a Montevidéu tem que ir na fonte!

           E este foi o quarto dia no Splendour of the Seas! Em breve coloco aqui outro diário de viagem! O que acharam do de hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário