20 de janeiro de 2015

O Manual do Mix de Estampas


        A moda está aí para ser divertida. Tirar a monotonia da rotina, fazer a gente se sentir bem! E um dos meios mais precisos para deixar um look interessante é apostar em uma estampa bacana. E porque não misturar esta estampa com outros tipos igualmente legais?
       No começo o tal mix de estampas pode parecer tarefa difícil, mas na verdade é pura técnica e certa intuição! Por isso elaborei 4 etapas para você se tornar uma mestre no negócio! Vamos lá:


        Para quem não quer começar arriscando muito, o jeito fácil é misturar estampas em preto e branco. As cores são super clássicas e dão pouca abertura para erro! Experimente misturar poás com listras, quadriculados. Quanto mais clássica as estampas mais fácil de mistura-las. 


       O segundo passo é misturar uma estampa colorida com outra estampa em preto e branco. Como disse anteriormente, quanto mais clássica a estampa mais fácil de coordenar: este primeiro look por exemplo, com poá e listras, dá um resultado bacana e as prints coexistem com certa facilidade. 


       O 3º nível é mais complicadinho que os outros. Dessa vez a regra para coordenar as estampas é a semelhança de tons. A princípio as estampas podem ser extremamente diferentes, mas pelas cores serem semelhantes o resultado acaba sendo visualmente harmônico. Para facilitar você pode coordenar estampas com cores parecidas e design semelhante, como a Mariah fez (3º foto): as linhas da saia e da blusa são finas e por isso naturalmente mais fáceis de serem combinadas.


        Ainda no mesmo nível de dificuldade, uma dica que facilita é misturar o mesmo tipo de estampa. Listras com listras, poás com poás, onça com onça. O importante no mix de estampas é o visual ser harmônico, e uma coisa que facilita é usar peças estampadas mas com designs mais limpo. Na hora de misturar muitas estampas, fuja de volumes ou elementos que possam deixar o look over. 


     E ai que vem a parte mais intuitiva do negócio. Elaborar certas regras é importante para facilitar na hora fazer a produção, mas é importante também saber identificar harmonias. O primeiro look por exemplo (Rebeca Barreto) não segue nenhuma das regras anteriores, mas as cores são coordenadas entre sí e remetem ao navy.
     Outra dica é que a estampa de onça por ser composta por tons terrosos é relativamente fácil de combinar com outras estampas! E o principal segredo: Quando apostar em estampas muito marcantes, invista em peças mais clássicas para coordenar (sendo elas as estampadas ou não). Você pode notar que nos três looks tem algum elemento clássico que ajuda a dar certa sobriedade no look.

       Gostaram das dicas? Espero que tenha facilitado na hora de mixar as peças estampadas do seu guarda roupas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário